Candlesticks

Heikin-Ashi - Um novo olhar para os Candlesticks

Uma das virtudes do Candlestick como indicador, é que ele não tem atraso em relação ao preço (é o próprio). O atraso ou lag, é uma característica presente na maioria dos indicadores que são baseados em médias. Por outro lado, por se tratar do próprio gráfico do preço, existe muito ruído. A consequência imediata é que o gráfico do Candlestick, por si só, não define uma tendência.


O método Heikin-Ashi (Heikin significa médio ou equilíbrio, e Ashi significa perna, ou a barra do preço) é uma técnica que elimina grande parte das irregularidades do candlestick. Permite visualizar melhor uma tendência ou um movimento de consolidação. Em vez de utilizar médias móveis, os preços que formam o candle é que são alterados. Confira as fórmulas abaixo (prefixo ha = preço Heinkin-Ashi):


  • haFech = (Abe + Max + Min + Fec)/4
  • haAbe = ((haAbe(barra anterior) + haFec(barra anterior))/2
  • haMax = Máximo (Max, haAbe, haFec)
  • haMin = Mínimo(Min, haAbe, haFec)

Ou seja,

  • O preço de fechamento (haFech) é a média dos 4 preços de um candle normal.
  • O preço de abertura (haAbe) é a média dos preços anteriores de abertura (haAbe) e fechamento (haFec).
  • O preço de máximo (haMax) é o maior entre o preço máximo (normal), haAbe e haFec.
  • O preço de mínimo (haMin) é o menor entre o preço mínimo (normal), haAbe e haFec.

Compare os gráficos do Ibovespa diário a seguir (figuras 1 e 2). Agora você visualiza melhor a tendência?


Figura 1 - Gráfico do IBOV em candlesticks


Figura 2 - Gráfico do IBOV em Heikin


A interpretação dos candles Heikin-Ashi não segue necessariamente as regras tradicionais (embora elas continuem válidas, veja abaixo). Talvez, em função do "alisamento", seja adequado utilizar padrões mais genéricos. A tabela abaixo (Dan Valcu ? Stocks & Commodities) resume as fases de uma tendência e os respectivos padrões Heikin-Ashi.



Observe o viés em relação às sombras do candlestick; altista para a sombra superior e baixista para sombra inferior. Também na quantificação do indicador Candlecode, a sombra superior tem maior valor  ou seja, viés de alta em relação à sombra inferior. A identificação de uma forte tendência associada a corpos maiores e sem sombra assemelha-se aos padrões marubozu do candlestick tradicional. Corpos reduzidos em relação às suas sombras identificam situações de equilíbrio e indecisão (dojis, spinning tops, high-wave); no Heikin-Ashi sinaliza consolidação e mudança de tendência.


Talvez haja mais semelhanças do que diferenças entre o Candlestick e o Heikin-Ashi. Se o último perde em detalhes (que pode ser muito importante táticamente, no curto prazo), ganha em profundidade estratégica (longo prazo).


Ótimas análises e negócios!




O Padrão Piercing

Fique por dentro do mercado financeiro assinando nossa Newsletter.


Av. Carlos Gomes, 300, 10º andar.
Porto Alegre - RS, Brasil
(51) 3023-8272 comercial@nelogica.com.br

Carregando...